Geraldo Rocha, o homem que brincou de Deus

http://www.historiadebarreiras.com/wp-content/uploads/2009/05/construcao-canal-rego.jpg

Entrada do Rego, no Rio de Ondas

Construir uma hidrelétrica em 1920, num lugar onde existisse uma queda d´água representava um grande empreendimento, muito foco e articulação. Mas construir uma onde essa cachoeira não existia… como aqui dentro de Barreiras, bem, isso já é brincar de Deus!

Teria que ser cavado, a braço e força de homem (ainda não era comum a existência de trator), um rio de dez metros de largura e 8 quilômetros de comprimento, como Dr. Geraldo fez, para realizar a transposição das águas do rio de Ondas até dentro do bairro Barreirinhas, a um lugar onde um desnível natural do terreno permitiria cavar para construir a queda d´água que moveria as turbinas. E assim realizar o milagre da energia hidráulica. Se isso fosse hoje, mesmo assim ainda seria uma obra grandiosa! Mas de 1920 a 1928… Assim foi criado o antigo Rego de Barreirinhas, que alimentava a Usina Hidrelétrica de Barreiras.

Houve primeiro o milagre da multiplicação dos empregos, claro, e de todos cantos da nossa região vieram homens para trabalhar, de picareta, enxada, pá… No Museu Municipal existe a planta baixa desse rio feito pela mão humana, e vamos imaginar a competência necessária, há 80 anos, sem os instrumentos precisos que existem hoje, para fazer a água desviar-se do rio de Ondas, entrar no canal e correr até encontrar a queda que a precipitaria nas turbinas.

Veja a seguir fotos da construção do Rego e da Usina Hidrelétrica de Barreiras:

http://www.historiadebarreiras.com/wp-content/uploads/2009/05/copia-de-const-turbina-color-1.jpg

Contrução da Usina Hidrelétrica de Barreiras

http://www.historiadebarreiras.com/wp-content/uploads/2009/05/const-do-rego-color.jpg

Contrução da Usina Hidrelétrica de Barreiras

http://www.historiadebarreiras.com/wp-content/uploads/2009/05/copia-de-const-turbina-color-1.jpg

Contrução da Usina Hidrelétrica de Barreiras

http://www.historiadebarreiras.com/wp-content/uploads/2009/05/construcao-usina.jpg

Contrução da Usina Hidrelétrica de Barreiras

Que homem focado em grandes obras era Dr. Geraldo! Mas de repente sabemos que tinha uma irrefreável curiosidade também por pequenas coisas, como a tradição oral nos conta que ele queria saber para onde corriam as águas do riacho João Rodrigues, que, em Catolândia e São Desidério, surgem, formando lagoas e grutas, como a Lagoa Azul e a Gruta do Catão, o Buraco do Inferno, o Sumidorzinho e depois mergulha na rocha, penetrando novamente na serra calcária. Havia a hipótese de que elas desaguavam no rio São Desidério, no Poço do Surubim. Mas Dr. Geraldo queria ter certeza: e foi colocar anil (corante azul que antigamente se usava na lavagem de roupas), nos pontos onde o rio mergulhava na serra e depois dirigiu-se, para esperar o resultado, ao Poço do Surubim. E não deu outra: após algum tempo, correndo pelas entranhas calcárias da serra, as águas que se precipitavam no Poço do Surubim começaram a surgir azuis, do mais belo azul-anil! Era a capacidade de maravilhar-se com os fenômenos da natureza, o dom infantil que persistia na mente genial e científica!

Saiba mais sobre a vida e as obras de Dr. Geraldo Rocha em Barreiras:

Comentários

  1. alinne disse:

    vcs falaram falaram e eu naum entendi nada

  2. Julia Carolline disse:

    Gostei muito de ver essas fotos! Pois hoje eu posso comparar a antiga usina Hidreletrica, onde se passava o canal do rego, como ficou o antigo matadouro e muito soutros pontos historicos do crescimento da nossa cidade Barreiras.

  3. Francisco A. Freitas disse:

    Esta usina hidreletrica deveria ser mais presevada para visitas com museu de arte em homenagem ão dr.Geraldo Rocha

    Francisco Assis Freitas

  4. Francisco A. Freitas disse:

    Esta usina hidreletrica deveria ser mais presevada para visitas como museu de arte em homenagem ão dr.Geraldo Rocha

    Francisco Assis Freitas

  5. Francisco de Assis
    Você tem razão. Como a usina pertence à COELBA, que a deixou bandonada, devia ser desapropriada pela Prefeitura, restaurada, para servir de museu.

  6. valeria cristina disse:

    nossa a historia de barreiras e muito bonita ,como começou e dr.geraldo rocha foi um grande homem em nossa cidade…

  7. Ignez Pitta disse:

    Sim, Valéria Cristina, nossa história é linda. Você já foi ver as ruínas da hidrelétrica?